• PÁSCOA
    Há 2 Anos - POR ANA FRANCO


    Para os cristãos, Páscoa é Ressurreição. Após a morte de Jesus Cristo na cruz, seu corpo foi colocado em um sepulcro, onde permaneceu até a ressurreição. É o dia santo de maior importância na religião cristã.

    Muitos dos costumes do período pascal tem sua origem nas festividades pagãs da celebração da chegada da primavera ou do Pessach, que é a Páscoa Judaica. Para os judeus, é um ritual de passagem, como Jesus Cristo passou da morte para a vida.

    A origem da palavra Páscoa vem do hebraico Pessach. Os espanhóis chamam de Pascua e os italianos de Pasqua. Já para os franceses é Pâques.

    Mas qual o papel dos ovos de Páscoa e do coelho nessa celebração?
    Esses dois símbolos foram trazidos de antigos rituais pagãos de fertilidade que aconteciam na Europa e Oriente médio, na chegada da primavera.

    O coelho representa a fertilidade e o renascimento da vida desde os tempos do Antigo Egito, onde a lebre era o símbolo da fertilidade. 
    Na Europa, representa o renascimento da vida, já que a Páscoa coincide com o início da primavera, época em que a neve do inverno derrete e a vida brota nas árvores através de flores e folhas e o animais saem de suas tocas.

    Com relação aos ovos de chocolate, os chineses já tinham o hábito de presentear seus amigos com ovos, que eram embrulhados com cascas de cebola e cozidos em água com beterraba, resultando, ao final de seu cozimento, em desenhos mosqueados na casca.

    Foi a partir do século XVIII que a Igreja adotou o ovo oficialmente como símbolo da Páscoa, da ressurreição e da nova vida. 
    Mas o surgimento da tradição da troca de ovos de chocolate na Páscoa surgiu por volta de 1828, com a produção em larga escala pela indústria.

    O cordeiro, também símbolo da Páscoa, está presente na Páscoa dos Judeus, e foi incorporado às tradições cristãs simbolizando o próprio Jesus Cristo, crucificado para salvar os homens de seus pecados.

    Alguns costumes da Páscoa, hoje em dia, existem apenas no Oriente. Como exemplo, na Rússia os cristãos se cumprimentam no dia da Páscoa com “Cristo ressuscitou”  a que se responde “Ressuscitou realmente”. 

    Nos países ibéricos, como Espanha e Portugal, assim como no Brasil, existe a tradição da malhação do Judas, quando um boneco, simbolizando Judas, o apóstolo que traiu Jesus Cristo, é linchado.

    As luzes, velas e fogueiras também representam as celebrações pascais. Há certos países católicos onde as luzes de suas igrejas são apagadas na Sexta-feira da Paixão.

    Na véspera da Páscoa, um novo fogo é acesso a fim de acender o círio pascal, a grande vela acesa na Aleluia, e que simboliza a luz dos povos, em Cristo, Alfa e Omega que querem dizer “Deus é o princípio e o fim de tudo.”

     

    Post Relacionados

    MENINO TEM FESTA DE 15 ANOS SIM!

    COMO COMEÇOU O CIRIO DE NOSSA SENHORA DE NAZARÉ






Mais vistos

HISTORIA DA ETIQUETA
há 2 anos
QUANDO O CONVIDADO PAGA A SUA DESPESA NA FESTA
há 1 ano
COMO SERVIR CAFÉ
há 2 anos