• CRUZEIROS MARÍTIMOS
    Há 2 Anos - POR ANA FRANCO


    Se você já usufruiu o prazer de fazer um cruzeiro marítimo sabe muito bem o quanto é gostoso respirar a brisa marinha, observar os golfinhos nadando em volta do navio, além é claro do maravilhoso buffet oferecido e de todas as facilidades e atrações que são disponibilizadas aos passageiros.

    As cabines são muito confortáveis, dotadas de toda a infra-estrutura como ar condicionado, chuveiro elétrico e música ambiente.
    O atendimento é outro ponto forte, todos os que trabalham em um navio estão lá, a sua disposição, para tornar sua viagem o mais tranqüila, confortável e prazerosa.

    Porém, é sempre tem um porem, alguns cuidados podem lhe ajudar a evitar gafes e assegurar sua tranqüilidade a bordo, se essa é sua primeira vez.
    Aqui vão as dicas aos marinheiros de primeira viagem.

    Procure uma agência de viagens, veja os pacotes disponíveis, cheque os roteiros que mais lhe agradam e que cabem no seu bolso, verifique a documentação necessária e o pagamento das taxas portuárias.

    No dia da viagem, cheque ao porto com pelo menos três horas de antecedência. As bagagens não sobem junto com você, ficam em um local separado e embarcam depois, indo diretamente para sua cabine. Cuidado na hora da identificação. Preencha as etiquetas de forma clara para evitar aborrecimentos.
    É bom levar consigo uma peça de roupa e os artigos de toucador, para o caso de sua bagagem demorar. Se estiver viajando com crianças, leve também os remédios que ela está acostumada a tomar e mais de uma peça de roupa.

    Dentro do navio, a moeda corrente é o dólar.
    Não esqueça de gratificar os prestadores de serviço dentro do navio, tais como camareiros, garçons e ajudantes.
    O brasileiro costuma “esquecer” da gorjeta, mas saiba que nos navios existe uma norma internacional que regulamenta essa prática.
    Para não ter que ficar pagando gorjeta a toda hora, você pode autorizar que seja debitado diretamente em sua conta.

    Um dos maiores prazeres em um navio é com relação à comida. São pelos menos cinco refeições por dia, e o custo já está incluído em seu pacote.
    Mesmo estando no porto, as refeições são servidas. O mesmo não acontece em relação às bebidas. Com exceção das jarras de água servidas,
    são sempre pagas à parte.

    Havendo alguma parada, os passageiros são liberados para descer a terra. Há sempre pessoas oferecendo passeios e souvenires para venda.
    Se sair para pedalar de bicicleta, ou dar uma volta de carro, fique atento para o horário de saída do navio, ele não espera por ninguém.

    Com relação ao que vestir a bordo, o ideal é conversar com seu agente de viagens e tomar informações sobre o clima das cidades por onde o navio
    vai passar. Mas não esqueça das roupas de banho e dos trajes mais formais para os jantares e bailes que acontecem.
    Se informe, inclusive, se há a necessidade de levar paletó. Em alguns cruzeiros ele é exigido para o jantar e em algumas festas mais formais.
     
    Atividade é o que não falta em um navio, fique tranqüilo de que não vai morrer de tédio. Escolha suas opções com antecedência e fique atento
    à programação. Também não pense que vai ficar isolado do mundo, sem poder se comunicar. Os navios contam com um sistema de comunicação
    via satélite e de Internet.

    Existe, também um atendimento médico de emergência, mas você deve levar os medicamentos a que está habituado, especialmente para enjôos,
    resfriados, enxaqueca, abuso de bebida alcoólica, e outros que precise tomar sempre. Leve um estoque extra porque não existe farmácia a bordo.
     
    Antes do embarque, certifique-se de todas as despesas que não estão incluídas em seu pacote, para não tomar um susto na hora de fechar a conta.  
    Evite desperdícios, o preço cobrado pelos serviços a bordo, em geral é acima dos cobrados em terra. Alguns navios dispoem de cassino a bordo, mas se não é freqüentador passe longe dessa tentação.   
    Aproveite sua viagem dentro de seus limites, fuja das tentações, e a bordo elas são inúmeras.

     

    Post Relacionados

    ORIGEM DO HALLOWEEN

    ETIQUETA NO CINEMA






Mais vistos

QUANDO O CONVIDADO PAGA A SUA DESPESA NA FESTA
há 1 ano
HISTORIA DA ETIQUETA
há 3 anos
COMO SERVIR CAFÉ
há 2 anos