• COMO SURGIRAM OS TALHERES
    Há 5 Meses - POR ANA FRANCO


    Como a história não começa quando entramos nela, acho super importante aprender sobre a origem das coisas, qual a história por traz de cada objeto que conhecemos hoje e até imaginar como funcionava quando não existia.

    Assim como com os talheres. Sabemos que a faca surgiu desde a idade da pedra, como necessidade do homem de caçar.
    Mas era bem rudimentar, claro. A faca, como conhecemos hoje, surgiu na idade do bronze e ferro, quando foram criadas as facas de cozinha e as de comer, e as próprias para caças e rituais.

    As colheres também foram inventadas mais ou menos na mesma época das facas, e foram os romanos que introduziram nas refeições.

    Os grafos são mais polêmicos, só apareceram no século XI, quando a princesa de Constantinopla e mulher do governante de Veneza apareceu com um objeto de duas pontas com o qual pegava pequenos pedaços de alimento.
    Nessa época os alimentos eram comidos com as mãos, por serem considerados sagrados, uma dádiva divina.

    Mas quem realmente popularizou a novidade foi Catarina de Médice, que, por volta de 1530 chegou à França trazendo em seu enxoval garfo, faca e colher. Luiz XIV, o Rei Sol, chegado a uma novidade, e famoso por ter iniciado muitas das boas maneiras à mesa existentes até hoje, quem exibiu os talheres nos banquetes reais. 

    Os orientais utilizam talheres diferentes dos ocidentais. Os famosos palitinhos também tem vida milenar. Os japoneses chamam de hashi e os chineses de k'uai-tzu. Os palitinhos são utilizados pelos povos do oriente desde a antiguidade, seculo IV mais ou menos.
    O hashi tinha o formato de um bico de pássaro, dobrado como se fosse uma pinça, alías, na tradução do termo hashi para o protugues, hashi significa "ponte", o que liga o alimento e o homem.

    Para fabricação do hashi podem ser utilizados madeira, o mais comum, ossos, marfim, bambu e até mesmo metais.
    O tamanho do hashi varia de 21 a 36cm.

    É muito comum que cada pessoa tenha seu prórpio hashi. Aqui também existem hashis especificos para comer, cozinhar e para serviço.
    Os orientais também tem seus rituais quanto ao uso e manuseio do hashi, para eles espetar o hashi no arroz e deixa-lo na vertical é falta de educação. Isso só é permitido em momentos de oração, reflexão e homenagem aos antepassados.

    Para descansar o hashi deve ser usado um descanso de palitinhos, assim como nós ocidentais usamos o descanso de talher.

     

     

    Post Relacionados

    COMO DEVEM FICAR OS CASAMENTOS POS PANDEMIA

    ELEGÂNCIA É QUANDO O INTERIOR É TÃO BONITO QUANTO O EXTERIOR. CHANEL






Mais vistos

QUANDO O CONVIDADO PAGA A SUA DESPESA NA FESTA
há 1 ano
HISTORIA DA ETIQUETA
há 3 anos
COMO SERVIR CAFÉ
há 3 anos