• AZZEDINE ALAÏA
    Há 1 Ano - POR ANA FRANCO


     Antes de morrer em novembro passado, Azzedine Alaïa trabalhava co-organizando a exposição " Azzedine Alaïa: The Couturier, que vai acontecer em Londres no Design Museun, a partir de maio de 2018.
    A exposição contará com 60 dos mais memóraveis looks do grande estilista Tunisiano, em seus 35 anos de carreira.

    Azzedine Alaïa começou trabalhando como assistente de uma costureira, mas logo começou a vestir clientes particulares, e em 1957 mudou para Paris para trabalhar como design de moda.

    Trabalhou com Christian Dior e depois com Guy Laroche e Thierry Mugler até abrir seu primeiro atelier num pequeno apartamento na rue de Bellechasse no final dos anos 1970. Foi nesse pequeno atelier que ele vestiu nomes como Marie-Hélène de Rothschild e Greta Garbo.

    Quando produziu sua primeira coleção Pret-à-porter em 1980 foi que se mudou para um local maior, no distrito de Marais.
    Alaïa foi eleito Artista do Ano e autor da Melhor Coleção do Ano, o Oscar da Moda, pelo Ministério da Cultura da frança em 1984.
    Mas sua carreira realmente deslanchou quando dois dos mais poderosos editores de moda da época, Melka Tréanton de Depeche Mode e Nicole Crassat da francesa Elle, o apoiaram em seus editoriais.

    Abriu suas próprias lojas em Nova York e Beverly Hills e ainda em Paris em 1988 e suas roupas, sempre sedutoras e aderentes fizeram um enorme sucesso. Nomes como Grace Jones, Tina Turner, Raquel Welch, Madonna, Janet Jackson, Naomi Camobell entre outras, se tornaram clientes devotas do estilista.

    Alaïa sempre se recusou a entrar na lógica de marketing dos grandes conglomerados de luxo, e continuou a manter o foco em roupas ao invés do que ele chamava de "sacos" de vestir. Sempre foi indepedente e conhecido pela paixão pelo luxo discreto.

    A ex primeira dama americana, Michelle Obama é cliente do estilista, e usou um de seus vestidos em um evento da OTAN em abril de 2009. A ex primeira dama da França, Carla Bruni, também é fã do estlista.

    Alaïa era muito critico e em uma entrevista a uma revista, a The Ground Social & Magazine, bateu feio em Karl Lagerfeld, diretor criativo da Chanel e em Anna Wintour, a poderosa editora-chefe da Vogue. Sobre Karl ele teria dito: " Não gosto da moda, do espírito, da atitute dele, Karl Lagerfeld nunca tocou em uma tesoura na vida".
    Sobre Anna Wintour foi mais mordaz " Enfim, Quem se lembrará de Anna Wintour na história da moda? Ninguém."

    Esse era Azzedine Alaïa.

     

     

    Post Relacionados

    E AFINAL O QUE É SER ELEGANTE?

    SUSTENTABILIDADE TAMBÉM TEM A VER COM ELEGÂNCIA






Mais vistos

QUANDO O CONVIDADO PAGA A SUA DESPESA NA FESTA
há 1 ano
HISTORIA DA ETIQUETA
há 3 anos
COMO SERVIR CAFÉ
há 2 anos